• siga o )feminal( no twitter
  • comunidade )feminal( no facebook
  • comunidade )feminal( no orkut

O machismo na caçapa

6 de março de 2010

Depois de se tornar campeã brasileira e tetracampeã paulista de sinuca Silvia Taioli decidiu disseminar o gosto pelo esporte entre as mulheres através do curso Sinuca para Mulheres. As aulas abordam noções de postura, uso dos equipamentos, bolas retas e anguladas, estratégias de defesa e técnicas de efeitos, além do estudo das regras e da história do jogo.
Ela começou a ministrar aulas de sinuca em 1997 em grandes clubes paulistas, como o Paulistano, o Harmonia e o Alto Pinheiros, e também em salões como a tlanta, o Whiskrytório Snook Bar e o Tati Snooker.
Sua paixão pela sinuca surgiu durante longas partidas com o pai, Luiz Carlos Cordeiro. Depois passou a disputar campeonatos no bairro Interlagos e seus treinadores eram figuras lendárias da Zona Sul. Quando começou a jogar profissionalmente percebeu sinais de preconceitos, ainda que discretos.
Como arbitra da Confederação Brasileira de Sinuca, viu que alguns jogadores ficavam desconfiados. Muito treino e estudo foi novamente o caminho para que fosse aceita. “Até hoje, meu celular toca tarde da noite, para dirimir alguma dúvida de uma partida do campeonato. Acabo sendo o voto de Minerva”, disse.
Analisando a participação a evolução das mulheres no esporte tradicionalmente masculino, compara o primeiro Campeonato Feminino que contou com seis jogadoras, e os torneios realizados atualmente, com mais de 40 participantes.